Agricultura - 19/06/2014

Prefeitura investe R$ 500 mil na aquisição de produtos da agricultura familiar em Itapeva.

Programa subsidiará a compra de alimentos para suprir as necessidades das entidades assistenciais do município.



A Câmara Municipal de Itapeva aprovou projeto de lei de autoria do Poder Executivo instituindo o Programa Municipal de Agricultura de Interesse Social (PMAIS), que estabelece a compra direta de produtos da agricultura familiar para suprir as necessidades das entidades assistenciais, bem como de famílias em situação de risco social e vulnerabilidade nutricional no município.

De acordo com o projeto, a Prefeitura investirá R$ 500 mil ao ano na aquisição de alimentos, por meio de recursos destinados pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. O controle e a gestão da participação social do PMAIS serão administrados pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Itapeva (CMDRI).

Na mensagem encaminhada aos vereadores, o prefeito Roberto Comeron argumentou que a finalidade do projeto é promover a inclusão econômica e social dos agricultores familiares através do fomento à produção com sustentabilidade, ao processamento de alimentos, à industrialização e a geração de renda.

Para participar, o agricultor familiar e o empreendedor familiar rural deverá cumprir os requisitos estabelecidos na lei e poderá vender ao município por meio de suas cooperativas e demais organizações formais.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Rafael Campolim, além de beneficiar o agricultor, o PMAIS irá aquecer a economia gerando mais trabalho e renda no campo. “Quero agradecer a iniciativa do prefeito Roberto Comeron e aos vereadores pelo apoio dado aos agricultores com a aprovação desse projeto”, disse o secretário.

Veja mais


Feira da Lua comemora um ano com programação especial.

Diversas atividades artísticas, culturais e de estética deverão fazer parte da Feira da Lua nesta quarta-feira (08).

Ler notícia

Feira Noturna terá início em outubro

Reunião na próxima semana irá definir quais entidades sociais participarão.

Ler notícia


Comentários