Política - 17/06/2014

Na sessão da Câmara desta segunda-feira foi votada a LDO.

Vereadores falaram da necessidade de serem alertados com antecedência sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias.



Na sessão da Câmara Municipal de Itararé na última segunda-feira (16), os vereadores solicitaram para que ouvesse um mecanismo de alerta para a presença de projetos importantes na Casa de Leis para votação.

Foi o caso da LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias votada nesta sessão e que muitos não tiveram acesso com a antecedência necessária para sugerir modificações.

Segundo alguns vereadores, será solicitado para o próximo ano a presença de técnicos do SEPAM para que aconteça treinamentos com relação a confecção de uma LDO e todas as suas obrigações, objetivos e necessidades.

O presidente da Casa de Leis itarareense, José Aparecido dos Santos disse que "para o próximo ano esta solicitação será acatada e a situação corrigida".

Para muitos, o modelo da LDO é cópia fiel de administrações anteriores, modificando-se apenas valores. "Precisamos entender melhor o mecanismo de uma LDO, sua elaboração e qual a participação de cada vereador no processo", disse José Donizete de Camargo.

"A Casa de Leis precisa se adaptar a nós e não a gente se adaptar a esta Casa de Leis", disse o vereador contestando algumas decisões que são tomadas de maneira muito tempestuosa sem um tempo razoável para análise. 

A sessão aprovou a LDO encaminhada pelo Executivo e outros assuntos foram abordados; mesmo o tempo de uso da tribuna ter sido prejudicado pela votação.

 

Veja mais


Decisão monocrática deixa Cesar Perucio inelegível por oito anos

Após publicação em Diário Oficial,Cesar Perucio poderá recorrer em até três dias para que processo vá a Plenário.

Ler notícia

CEI do comércio ambulante conclui que houve negligência.

O relatório final sugere ao Executivo a abertura de sindicância ou processo administrativo disciplinar .

Ler notícia

Prefeitura e vereadores cobram da CCR acesso em projeto de duplicação.

Spadafora, disse que tecnicamente é possível mas ARTESP precisa autorizar.

Ler notícia

Reforma da Escola do Mosteiro foi tema de reunião entre Legislativo e Executivo

Próximo passo será a formação de uma Comissão da Direção da Escola e dos Pais.

Ler notícia


Comentários