Política - 09/05/2016

Câmara libera verba para iluminação pública.

Aprovado por unanimidade projeto de lei do Executivo liberando R$ 870 mil.



Na sessão da Câmara de segunda-feira (2/5) foi votado e aprovado por unanimidade projeto de lei do Executivo liberando R$ 870 mil para despesas de manutenção da iluminação pública do município.

A aprovação se deu após explicações dos secretários municipais Eduardo Gradin, da Administração, e Marcos Vincenzi, do Desenvolvimento, em reunião com vereadores, na Câmara.

Estes recursos já estavam no caixa da Prefeitura e foi autorizado, na verdade, um remanejamento contábil para adequação ao Orçamento anual.

Segundo o secretário Gradim, com esta liberação será possível atender cerca de 100 pedidos para troca de lâmpada que estavam pendentes.

O dinheiro vem da CIP - Contribuição para Custeio da Iluminação Pública, taxa municipal cobrada pela Prefeitura e incluída na conta mensal da Elektro de todo contribuinte.

Em 2015 a manutenção passou a ser de responsabilidade da Prefeitura, que contratou, por meio de licitação, uma empresa terceirizada para realizar o serviço. De acordo com a Administração, são cerca de 4,5 mil pontos de iluminação nas áreas urbana e rural.

Mesmo já tendo assumido a manutenção, a Prefeitura - orientada por consultoria jurídica especializada - ainda discute com a Aneel, agência reguladora do setor, as cláusulas do contrato de cessão da iluminação pública a ser firmado com a concessionária Elektro.

Veja mais


Vereadores de Itararé discutem meio ambiente em Frente Parlamentar.

Por sua participação na bancada, Itararé recebeu voto de congratulação da Câmara de Sorocaba.

Ler notícia

Retirado projeto de lei que amplia perímetro urbano.

Seriam incorporadas à zona urbana três áreas particulares no bairro Lavapés - Chácara Bela Vista, Estância São Genaro e Estância O Casarão.

Ler notícia

DEM e PTB poderão realizar fusão e passar a fazer parte dos partidos da base do Governo Federal.

A fusão entre os partidos resultaria numa bancada de 46 deputados federais.

Ler notícia

Vereadores cobram Sabesp pelo tratamento do esgoto.

Já existe um acordo da Sabesp com o Ministério Público (TAC), de 2012, para que as obras fossem concluídas até fevereiro de 2015.

Ler notícia


Comentários