Policial - 16/03/2016

Polícia Militar, Guarda Civil, Conselho Tutelar e Fiscalização realizaram Operação Conjunta.

Fiscalização de bares e lanchonetes noturnas e a presença de menores foram alvos principais.



No dia 12 de março de 2016, por volta das 22h00min, a Polícia Militar do Estado de São Paulo, juntamente com a Guarda Civil Municipal, o Conselho Tutelar e a Fiscalização Tributaria do Município de Itararé realizaram uma mega operação conjunta, visando à fiscalização de bares e lanchonetes noturnas. Foram fiscalizados/vistoriados 9 (nove) estabelecimentos comerciais, onde foram solicitados seus referidos alvarás de funcionamento e também orientados sobre a questão da perturbação do sossego público e ainda quanto a presença irregular de menores de idade consumindo bebidas alcoólicas.

Destaca-se que a operação durou cerca de 4 (quatros) horas e contou com um efetivo de 26 integrantes , entre Policiais Militares, Guardas Municipais, Conselho Tutelar e Fiscalização de Tributos Municipais.

O Comandante Interino da 3ª Companhia da Polícia Militar, sediada em Itararé, 1º Tenente Lima, destacou que Operações desse gênero são extremamente benéficas para a população, pois ao mesmo tempo em que combate irregularidades em suas diversas esferas, também orienta usuários e proprietários de estabelecimentos comerciais quanto a suas responsabilidades e deveres enquanto cidadãos, relatando ainda que outras Operações dessa mesma magnitude serão realizadas em Itararé.

Veja mais


Polícia Militar prende acusado de estupro na Vila Esperança.

PM solicitou reforço da Força Tática de Itapeva e Guarda Municipal para conter população enfurecida.

Ler notícia

PROERD realizou mais uma formatura em Itararé

Ao todo, 419 alunos fizeram parte do programa neste segundo semestre

Ler notícia

Itapeva recebe novos sargentos para o 54º BPM/I

Os sargentos fazem parte da turma recém formada no último dia 08 de agosto de 2013 no Parque Anhembi, em São Paulo.

Ler notícia

Indivíduos presos por tráfico de entorpecentes.

Detidos iriam levar drogas para Sengés no Paraná.

Ler notícia


Comentários