Notícias da Região - 23/11/2015

Eleição para Diretores e Diretores Auxiliares em Sengés terá disputa em duas escolas estaduais.

Uma novidade no processo eleitoral deste ano para as 2,1 mil escolas estaduais será a extinção do voto paritário.



Com base na Lei Estadual n.º 18.590/2015, neste ano de 2015, a Secretaria de Estado de Educação regulamenta o Processo de Consulta à Comunidade Escolar para Designação de Diretores e Diretores Auxiliares das Instituições de Ensino da Rede Estadual de Educação Básica do Paraná.

A eleição deste ano acontecerá no dia 03 de dezembro por meio de voto por chapa, direto, secreto, igualitário e facultativo aos membros da comunidade escolar aptos a votar, sendo vedado o voto por representação. 

Puderam se candidatar os servidores que pertencem ao Quadro Próprio do Magistério (QPM), ao Quadro Único de Pessoal (QUP), ao Quadro de Funcionários da Educação Básica (QFEB) e/ou ao Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE). Os atuais diretores também puderam se candidatar à reeleição.

Uma novidade no processo eleitoral deste ano para as 2,1 mil escolas estaduais será a extinção do voto paritário. Agora será considerado o voto universal, onde haverá o mesmo peso para professores, funcionários, alunos maiores de 16 anos e pais de alunos menores, tornando o processo de escolha mais democrático.

Em Sengés, somente em duas escolas haverá a disputa entre chapas; no Colégio Estadual Presidente Costa e Silva e na Escola Estadual Professor Erasmo Braga. As demais haverá somente o processo eleitoral com chapa única.

No processo eleitoral do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, concorrerão ao cargo de Diretor (a) e Diretor (a) Auxiliar pela Chapa II, a atual Diretora Márcia Maria Teodoro e a Diretora Auxiliar, Christiane Maria Ribas Volaco Dorneles. Na Chapa I, o professor Márcio Padilha e a professora Cristina Margareth Weiss.

Já na Escola Prof. Erasmo Braga o atual Diretor Valdeir P. dos Santos compõem a Chapa II com o professor Célio Furlani. Na Chapa I, concorrem a professora Erotilde de Almeida e a professora Eliane Cusin.

No dia 03 de dezembro, a eleição terá início às 08h e se estenderá até às 22h, quando serão abertas as urnas e contados os votos em cada escola. Segundo a direção do Colégio Costa e Silva, haverá 05 (cinco) urnas para os quase 580 (quinhentos e oitenta) alunos e demais professores, funcionários e pais. Já na Escola Prof. Erasmo Braga, mesmo com praticamente o mesmo número de alunos, 581 no total, a direção achou por bem colocar apenas 02 (duas) urnas para alunos, professores, funcionários e pais.

Para os vencedores nas urnas, o mandato, segundo a Secretaria Estadual de Educação será de 04 (quatro) anos. Após dois anos, o Conselho Escolar, formado por alunos, pais, professores e funcionários fará uma avaliação sobre o cumprimento das metas e prestação de contas.

A direção de ambas as escolas destacou a importância do processo democrático de escolha e foram unânimes em dizer que é necessário e muito importante a participação de todos os alunos, pais, funcionários e professores; pois desta forma a democratização do espaço escolar se torna uma realidade daquilo que a comunidade deseja.

Veja mais


Itapeva vence o primeiro jogo da final da Copa Record de Futsal.

Equipe feminina venceu a cidade de Itu e irá para o jogo decisivo com a vantagem do empate.

Ler notícia

Prefeitura decreta fim da intervenção no Hospital de Sengés.

Nova Diretoria assume com a missão de continuar a colocar as contas da entidade em dia.

Ler notícia

Prefeitura adquire uma Van zero quilômetro para Educação.

O valor desta nova Van foi de R$ 103 mil (cento e três mil reais).

Ler notícia


Comentários