Notícias da Região - 23/11/2015

Eleição para Diretores e Diretores Auxiliares em Sengés terá disputa em duas escolas estaduais.

Uma novidade no processo eleitoral deste ano para as 2,1 mil escolas estaduais será a extinção do voto paritário.



Com base na Lei Estadual n.º 18.590/2015, neste ano de 2015, a Secretaria de Estado de Educação regulamenta o Processo de Consulta à Comunidade Escolar para Designação de Diretores e Diretores Auxiliares das Instituições de Ensino da Rede Estadual de Educação Básica do Paraná.

A eleição deste ano acontecerá no dia 03 de dezembro por meio de voto por chapa, direto, secreto, igualitário e facultativo aos membros da comunidade escolar aptos a votar, sendo vedado o voto por representação. 

Puderam se candidatar os servidores que pertencem ao Quadro Próprio do Magistério (QPM), ao Quadro Único de Pessoal (QUP), ao Quadro de Funcionários da Educação Básica (QFEB) e/ou ao Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE). Os atuais diretores também puderam se candidatar à reeleição.

Uma novidade no processo eleitoral deste ano para as 2,1 mil escolas estaduais será a extinção do voto paritário. Agora será considerado o voto universal, onde haverá o mesmo peso para professores, funcionários, alunos maiores de 16 anos e pais de alunos menores, tornando o processo de escolha mais democrático.

Em Sengés, somente em duas escolas haverá a disputa entre chapas; no Colégio Estadual Presidente Costa e Silva e na Escola Estadual Professor Erasmo Braga. As demais haverá somente o processo eleitoral com chapa única.

No processo eleitoral do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, concorrerão ao cargo de Diretor (a) e Diretor (a) Auxiliar pela Chapa II, a atual Diretora Márcia Maria Teodoro e a Diretora Auxiliar, Christiane Maria Ribas Volaco Dorneles. Na Chapa I, o professor Márcio Padilha e a professora Cristina Margareth Weiss.

Já na Escola Prof. Erasmo Braga o atual Diretor Valdeir P. dos Santos compõem a Chapa II com o professor Célio Furlani. Na Chapa I, concorrem a professora Erotilde de Almeida e a professora Eliane Cusin.

No dia 03 de dezembro, a eleição terá início às 08h e se estenderá até às 22h, quando serão abertas as urnas e contados os votos em cada escola. Segundo a direção do Colégio Costa e Silva, haverá 05 (cinco) urnas para os quase 580 (quinhentos e oitenta) alunos e demais professores, funcionários e pais. Já na Escola Prof. Erasmo Braga, mesmo com praticamente o mesmo número de alunos, 581 no total, a direção achou por bem colocar apenas 02 (duas) urnas para alunos, professores, funcionários e pais.

Para os vencedores nas urnas, o mandato, segundo a Secretaria Estadual de Educação será de 04 (quatro) anos. Após dois anos, o Conselho Escolar, formado por alunos, pais, professores e funcionários fará uma avaliação sobre o cumprimento das metas e prestação de contas.

A direção de ambas as escolas destacou a importância do processo democrático de escolha e foram unânimes em dizer que é necessário e muito importante a participação de todos os alunos, pais, funcionários e professores; pois desta forma a democratização do espaço escolar se torna uma realidade daquilo que a comunidade deseja.

Veja mais


Itapeva sedia audiência pública da Lei Orçamentária do Estado.

Esta é a primeira vez que a sede da 16ª Região Administrativa sedia audiência pública da LOA.

Ler notícia

CEREST fará um diagnóstico do perfil produtivo da região

Levantamento dos dados será feito pelos Agentes Comunitários de Saúde

Ler notícia

APAE de Sengés recebe ônibus do Governo Estadual

Crianças da APAE de Sengés são beneficiadas com micro ônibus no Dia Nacional das APAES

Ler notícia

Itapeva levou suas propostas à Conferência Estadual dos Idosos.

Houve também a escolha dos Delegados que irão participar da Conferência Nacional do Idoso.

Ler notícia


Comentários