Política - 31/10/2015

Polícia Rodoviária garante permanência da base em Itararé.

Há possibilidade de reforma do prédio atual ou até mesmo a construção de uma nova base.



  • Atual Base da Polícia Rodoviária em Itararé.

Na quarta-feira (21/10), a Câmara recepcionou em audiência o comandante da 2ª Cia. do 5º Batalhão da Polícia Rodoviária, com sede em Itapetininga, capitão Nelson Modesto da Silva. Pelo Legislativo, presentes os vereadores Dr. Willer, Jorinha, Laércio Amado, Marcos Vincenzi e Zetão.

Capitão Modesto, ao qual o posto de Itararé está subordinado, estava acompanhado dos sargentos Cristiano, da PM local, e Garcia, da equipe Tático Ostensivo Rodoviário (TOR).

O comandante assegurou a permanência da Polícia Rodoviária em Itararé informando que há inclusive possibilidade de reforma do prédio atual ou até mesmo a construção de uma nova base.

Sobre este tema, em 2013, os vereadores se mobilizaram para garantir sua continuidade, pois havia rumores de fechamento de diversos postos fixos no Estado.

O capitão também irá verificar com seus superiores a viabilidade de utilização do antigo prédio do Posto Fiscal, na Barreira, cedido ao Estado, mas em processo de reintegração de posse pela Prefeitura. Esta cessão, para uso da Polícia Rodoviária, tem a anuência do Executivo e do Legislativo.

Em relação a atividade de patrulhamento, reconhece que o efetivo local poderia ser maior, mas afirma que não há prejuízo no trabalho, pela ação integrada com a equipe volante do TOR e a base de Itapeva. Segundo o comandante, as estatísticas demonstram que o atendimento das ocorrências estão dentro de um padrão normal.

 

Veja mais


Diretoria da ANEEL poderá prorrogar a transferência da iluminação pública.

A Diretoria da ANEEL se reunirá dia 23 de janeiro para aprovar ou não esta prorrogação.

Ler notícia

Na sessão da Câmara desta segunda-feira foi votada a LDO.

Vereadores falaram da necessidade de serem alertados com antecedência sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Ler notícia

SP 249: Contrato para execução da obra é assinado.

O valor da obra será 85 milhões 315 mil 937 reais. Um preço 8,59% menor que o definido pelo edital de licitação.

Ler notícia

Congresso mantém multa de 10% do FGTS e demais vetos de Dilma

Multa foi incorporada em 2001 e é paga pelas empresas ao governo. Para ACEI, manter este veto é penalizar ainda mais os empresários.

Ler notícia


Comentários