Agricultura - 12/02/2015

Fetaesp inaugura onze moradias rurais em Itararé.

Casas fazem parte do Programa Nacional de Habitação Rural.



No último dia 9 de fevereiro foram entregues 11 residências rurais na cidade de Itararé. As obras foram possíveis graças ao convênio da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado de São Paulo, Fetaesp, com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itararé e os governos Federal e Estadual. 

A construção das casas ocorreu por meio do Programa Nacional de Habitação Rural, do Minha Casa Minha Vida. A Fetaesp é a entidade organizadora e a Caixa Econômica Federal, a agente financiadora.

A construção conta com subsídios dos governos Federal e Estadual. A subvenção Federal é de 96% de R$ 28,5 mil, deixando somente 4% de investimento aos agricultores. Cada moradia tem mais R$ 10 mil do Governo Estadual para sua construção.

O presidente da Fetaesp, Braz Albertini, destaca que o Programa Nacional de Habitação Rural é uma conquista do Movimento Sindical e que está revolucionando a vida de muitas pessoas no campo. “O PNHR vai mudar para melhor as condições de vida de muitas famílias”, diz

A solenidade de inauguração das onze moradias ocorreu no Bairro do Matão. Na ocasião estiveram reunidos autoridades do executivo e legislativo de Itararé.

Os sindicatos que tiverem interesse em iniciar novos projetos em seus municípios deverão formar um grupo de interessados e entrar em contato com a Fetaesp. Após ter sua proposta aprovada, o beneficiário tem até 12 meses para concluir todas as etapas do Programa. 

Veja mais


PAM 2014: recorde de produção da soja impulsiona agricultura.

Soja bate novo recorde no País,86,8 milhões de tonelada.

Ler notícia

Sindicato Rural e FAESP/SENAR-SP ministraram mais um curso sobre piscicultura

A piscicultura pode ser uma grande fonte geradora de renda em Itararé

Ler notícia

Secretaria de Agricultura pede a produtores rurais que façam o Cadastro Ambiental Rural

O CAR – Cadastro Ambiental Rural – constitui um cadastro eletrônico.

Ler notícia

Em março, IBGE prevê safra 3,6% maior que a de 2014.

Índice foi baseado no LPSA que é uma pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras dos principais produtos agrícolas.

Ler notícia


Comentários