Saúde - 22/01/2015

Funcionários da Santa Casa de Itararé entram em Greve.

Desde o quinto dia útil, funcionários estão sem salários.



  • Mais uma paralisação dos funcionários da Santa Casa por falta de pagamento. Greve iniciou nesta quinta-feira 22.

  • Mais uma paralisação dos funcionários da Santa Casa por falta de pagamento. Greve iniciou nesta quinta-feira 22.

  • Mais uma paralisação dos funcionários da Santa Casa por falta de pagamento. Greve iniciou nesta quinta-feira 22.

  • Mais uma paralisação dos funcionários da Santa Casa por falta de pagamento. Greve iniciou nesta quinta-feira 22.

  • Pacientes apoiam a greve mas se sentem prejudicados no atendimento.

  • Mais uma paralisação dos funcionários da Santa Casa por falta de pagamento. Greve iniciou nesta quinta-feira 22.

Na manhã desta quinta-feira (22) os funcionários da Santa Casa de Itararé entraram em greve devido aos salários atrasados. Segundo eles, o salário que era para ter sido pago no quinto dia útil até o momento não foi pago. “Temos muitas contas para pagar, água, luz, aluguel e hoje já estamos quase no final do mês e ainda não recebemos”, disse Rosana Pacheco.

Os funcionários da Santa Casa alegam que o próprio comércio local começa a discriminar e a não vender mais fiado para eles, pois tem receio de não receberem em virtude dos funcionários estarem sem salários.

“Cada dia fica mais difícil, pois não temos dinheiro para pagar nossas contas e o comércio por sua vez não querem mais vender para nós por medo de também não receberem. Como fica a nossa situação. Sabemos que a paralização prejudica toda a população que necessita do nosso trabalho, mas também eles precisam entender a nossa situação que é muito grave. A gente trabalha com a mor e carinho, mas chega a um determinado ponto que não dá mais para aguentar”, reafirma Rosana Pacheco.

Segundo o movimento grevista, haverá uma audiência com o Promotor Público ainda hoje por volta das 10h30 no Fórum local. Caso a situação ainda não seja resolvida, eles dizem que permanecerão em greve até o recebimento dos atrasados.

O Técnico em Segurança, Cleber Ribeiro falou sobre a situação dos atrasos de salário. “O principal motivo desta nossa greve é a falta de pagamento. Os recursos, conforme nós já verificamos, foram liberados pelo Governo Federal mas até agora não houve este repasse para os funcionários. Sempre a atual administração municipal e a intervenção alegam que o atraso é do Governo Federal e esta justificativa já vem desde o ano passado e nós não aceitamos, pois nosso contrato diz que devemos ser remunerados até o quinto dia útil de cada mês”, enfatiza Cleber.

Para Fernanda Galvão Pinheiro, paciente que procurava atendimento na Santa Casa, a paralização é justa, apesar de prejudicar a todos. “Cheguei aqui e vi que não havia atendimento e ficamos preocupados porque a gente necessita de atendimento e não tem o que fazer. O jeito é aguardar. Se eles não estão recebendo, estão no direito deles e espero que a administração tome providências o quanto antes”, comentou.

Esta situação de atraso nos salários teve início já no ano passado quando houve outra paralização e todos aguardam uma resposta imediata da administração municipal que é a interventora da Santa Casa.

Veja mais


Secretaria de Saúde realizará Pré-Conferências em postos do município

O objetivo é promover e avaliar a situação da saúde da comunidade em todos os seus aspectos.

Ler notícia

Medicamentos vencidos não devem ser jogados no lixo doméstico

Ao descartar remédios em vaso sanitário ou pias as pessoas podem estar ajudando a contaminar o solo e a água

Ler notícia

Amaral Carvalho é beneficiado por leilões no interior paulista

Itararé e Paraguaçu Paulista são as cidades que integram o Circuito de Leilões do HAC neste mês

Ler notícia


Comentários