Agricultura - 21/06/2013

Sindicato Rural e SENAR ministraram curso sobre operação de motosserras.

Cerca de 85% dos acidentes são provocados pela corrente (elemento cortante) em movimento. Os casos fatais deve-se à queda de árvores derrubadas sem a devida técnica.



A motosserra ao lado da desfibradora de sisal e do trator agrícola é uma das mais perigosas máquinas utilizadas na zona rural.

Entretanto, são inegáveis os benefícios que ela representa devido ao seu alto rendimento operacional.

Os riscos na operação de uma motosserra estão associados principalmente aos ferimentos com a lâmina, ruídos e vibrações corte e queda da árvore.

A máquina é tão perigosa que mereceu um anexo na Norma NR-12/ Máquinas e Equipamentos do Ministério do Trabalho.

Segundo o treinamento oferecido, a máquina em si, também deve obedecer a Norma pois, ela deverá possuir os seguintes dispositivos de segurança;  freio manual de corrente, pino pega corrente, protetor de mão direita, protetor de mão esquerda e trava de segurança do acelerador.

Descrição: http://www.ufrrj.br/institutos/it/de/acidentes/tab.gifAinda segundo a Norma NR-12, todas as motosserras só deverão ser comercializadas com o relativo manual de instruções, contendo informações relativas à segurança e à saúde do operador, especialmente nos quesitos riscos de segurança e saúde ocupacional, especificações de ruído e vibração e penalidades e advertências.

Foi pensando em tudo isso e principalmente na capacitação, segurança e manutenção da motosserra, que o Sindicato Rural de Itararé em parceria com o SENAR – SP ministraram o curso nos dias 17, 18 e 19 com carga horária de 24h.

Este curso contou com a participação de 12 pessoas que tiveram como instrutor, Paulo Roberto Moraes Miguel da cidade de Buri (SP).

Segundo o Coordenador de Cursos do Sindicato Rural, Christiano Zambianco foram ministradas ainda, noções sobre E.P.I. – Equipamentos de Proteção Individual, tais como capacete, óculos, protetor auricular de concha, macacão, luvas e botas.

Além de todo o treinamento sobre o manuseio e manutenção da motosserra, os participantes também aprenderam sobre a derrubada de árvores utilizando este tipo de equipamento.

Os procedimentos para a derrubada (ou o corte) de uma árvore variam muito, conforme ela esteja localizada na cidade ou no campo. “Todas estas técnicas foram passadas para os participantes deste nosso curso, para que eles possam em seu trabalho ter o máximo de segurança para si e para os seus companheiros de trabalho”, concluiu o Coordenador de Cursos, Christiano Zambianco.

 

Veja mais


Pesquisa desenvolve bacon, copa e presunto de carne ovina.

No desenvolvimento dos produtos, o projeto contou com a parceria de diferentes instituições.

Ler notícia

Prefeitura pretende criar a “Feira Noturna”

Alguns feirantes acham viável mas não querem que a feira de sexta mude para Centro de Eventos

Ler notícia

Preços mais altos estimulam plantio do feijão na safra de inverno em São Paulo.

Consumidor sentiu esta alta dos preços no supermercado e feiras.

Ler notícia


Comentários