Religião - 20/06/2014

Mau tempo não atrapalhou o Corpus Christi em Itararé.

Este ano o trajeto foi alterado por motivo litúrgico.



Apesar do mau tempo na noite anterior ao feriado de Corpus Christi em Itararé, na manhã do feriado santo tudo transcorreu da melhor maneira possível.

Mesmo com o tempo nublado e muito frio, diversos jovens e voluntários de toda a Paróquia Nossa Senhora da Conceição confeccionaram o tradicional tapete colorido de serragem e outros materiais.

O serviço da pastoral da Juventude teve início por volta das 09h da manhã e se estendeu até o início da tarde.

A missa foi celebrada na Igreja Matriz e após a celebração todos os fiéis presentes seguiram em procissão até a Igreja São Pedro.

Este ano o trajeto foi ao contrário de todo ano, quando a procissão saía da Igreja São Pedro e terminava na Igreja Matriz.

O motivo foi litúrgico, pois a consagração deve sempre acontecer antes da procissão.

Outra novidade foi a utilização de uma camionete para levar o santíssimo em procissão e muitas famílias ao longo do trajeto da Rua XV de Novembro montaram pequenos altares para reverenciar a Santíssima Trindade presente no Corpo Místico de Cristo na Hóstia Consagrada.

Em frente a Caixa Econômica Federal, a procissão fez uma pequena pausa para ouvir um coral de vozes saudar o Corpus Christi.

A procissão seguiu pela Rua XV de Novembro até a Rua Rui Barbosa e terminou na Praça São Pedro numa tenda armada especialmente para o momento final.

O que é o Corpus Christi?

No feriado de Corpus Christi católicos fiéis do mundo todo celebram o “Corpo de Cristo”. Mas, o que exatamente significa isso e por que esse feriado não é comemorado sempre no mesmo dia, em todos os anos?

A festa de Corpus Christi celebra a presença do corpo e sangue de Cristo e é um dos sacramentos da Eucaristia. Segundo as religiões cristãs, na quinta-feira santa, dia que antecedeu a sua morte, Jesus Cristo reuniu os seus apóstolos para a Última Ceia, quando disse: “Isto é o meu corpo (apontando para o pão), e isto é o meu sangue (apontando para o vinho)”.  Os católicos do mundo todo agradecem então, o dom da Eucaristia, no qual crêem que Deus é o alimento espiritual da alma.

A celebração da data teve início em 1193, por iniciativa da religiosa belga Juliana de Cornellon, que disse ter visto a Virgem Maria pedindo para que ela realizasse uma grande festa com o intuito de honrar o corpo de Jesus na Eucaristia.  Anos mais tarde, em 1264, o Papa Urbano IV consagrou a festa (que já acontecia)  à Igreja Universal. Através da publicação da bulaTransituru do Mundo, Urbano IV decretou a celebração como sendo oficial, e com a tríplice finalidade: honrar Jesus Cristo, pedir perdão a Jesus pelo que foi feito a ele e protestar contra aqueles que negavam a presença de Deus na hóstia sagrada.

De acordo com a Igreja Católica, durante a missa,  no momento em que o sacerdote proclama as palavras “Isto é o meu corpo e isto é o meu sangue”, ocorre o ato da transubstanciação, por meio do qual a substância do pão e vinho (neste caso, a hóstia e o vinho) se transforma no corpo e sangue de Cristo. Este é o momento mais importante de toda a celebração de Corpus Christi – as hóstias até então não consagradas, tornam-se consagradas.

Hóstias

As hóstias são feitas de farinha de trigo e água. Antigamente eram feitas apenas por religiosos, mas hoje em dia, a coisa mudou. Existem fábricas espalhadas pelo mundo todo  que produzem apenas hóstias. Elas são comercializadas em pacotes de mil unidades. Não existe “fórmula secreta”, já que os ingredientes não podem variar, porém,  de acordo com os fabricantes, o segredo está em bater e cortar a massa, para que ela fique consistente e não esfarele quando for partida pelo padre durante a santa missa.  As hóstias têm ainda um prazo de validade – 6 meses – e, atualmente, são comercializadas até pela Internet. Mas, lembre-se, hóstia consagrada só mesmo após a transubstanciação.

Além da missa, outro ponto forte da celebração de Corpus Christi é a procissão. Em muitas cidades é costume enfeitar as ruas por onde os fiéis passarão. Para tanto, são confeccionados tapetes coloridos e feitos com os mais variados materiais como papel, serragem colorida, isopor, tampinhas de garrafas, flores, folhas e vidro moído. Nesse tapete são confeccionados desenhos que lembram a figura de Jesus, o cálice e o pão.

No Brasil, algumas procissões são famosas, como a da cidade histórica de Ouro Preto, em Minas Gerais, que foi inclusive a primeira cidade brasileira a enfeitar as ruas nessa data. As cidades do interior do Brasil são as que mais se destacam no “quesito” procissões. Matão, no interior de São Paulo, realiza uma das procissões mais famosas do Brasil. Destaque também para as procissões de Castelo (ES), São José do Rio Preto (SP), Rodeio (SC), Cabo Frio (RJ), entre outras.

Veja mais


Itararé celebrou a festa da padroeira neste domingo (08)

Um grande festa em honra a Nossa Senhora da Imaculada Conceição

Ler notícia

Eleito novo Governo da Província Santa Cruz.

Padre José Ovideo Costa, CSS que já foi Pároco em Itararé agora assume como Superior Provincial.

Ler notícia

Chuva não atrapalhou a celebração de Corpus Christi em Itararé

Mesmo com todo o mau tempo dos últimos dias, a chuva não atrapalhou a tradicional procissão de Corpus Christi em Itararé

Ler notícia

Novena em honra a Nossa Senhora Aparecida em Itararé inicia-se hoje (03)

Expectativa é de um grande número de fiéis todas as noites.

Ler notícia


Comentários