Cotidiano - 30/04/2014

ACEI completa 27 anos.

Nesta quarta-feira (30 de abril), a Associação Comercial e Empresarial de Itararé, importante instituição de nossa cidade, completa 27 anos.



Fundada por um grupo de comerciantes empreendedores, em 30 de abril de 1987, a ACEI teve como primeiro presidente Eurico Paulo Lopes (vereador da Câmara Municipal).

Na primeira reunião participaram Laércio Cusin (comerciante cerealista), Luiz Carlos Rigonatti (Chulinha - Fábrica de Calças Plásticas), Osmar Bandoni (Casa Alberto Bandoni), Jorge Antunes da Rosa (Escritório Itararense), João Batista Fabri de Oliveira (Posto Fabri e Posto Estradão), Norahir Nogueira (Norahir Decorações), José Marques de Souza Aranha, Abel Barreto (Auto Peças Barreto), Luis Gonzaga Ruivo e outros mencionados na ata de fundação.

“Nesta reunião, de 30 de abril de 1987, realizada no Clube Atlético Fronteira - conforme ata mencionada, fui participante ativo como sócio – proprietário da Graficenter (Gráfica Center Itararé Ltda.) Ass. Odair Barreira”, trecho retirado da ata original.

“Propusemos como objetivo principal da Associação Comercial e Industrial de Itararé uma união dos comerciantes e industriais para cuidar dos interesses do comércio e da indústria, pilares do desenvolvimento urbano”, trecho retirado da ata original.

As primeiras reuniões eram realizadas no salão do CAF, na fábrica do Chulinha, no salão do IBGE e no Tiro de Guerra (sala de alistamento – primeira sede).

Em maio de 1990, o então prefeito, Walter Coquemala, pediu a sala onde à ACEI funcionava, na Junta Militar, por ter vencido um acordo que estabelecia um determinado período de tempo de cessão para uso.

A partir de então, no dia 19/06/1990, a associação alugou o Box 22 no Mercado Municipal e também instalou um telex (avanço para a época).

O presidente da época, Dirceu Vieira, comenta que foi neste período que a ACEI começou a ter efetivamente suas ações. Vieira também foi o presidente que lançou o primeiro exemplar da Revista do Comércio, que era totalmente datilografada em uma folha A4.

Em março de 1992 foi fundado o Sindicato Patronal do Comércio, e em abril do mesmo ano teve início o circuito RA 10, que é a reunião mensal das coirmãs da região, sendo Itapetininga designada como sede. Ainda em 1992 foi instalado um telefone adquirido por alguns dos sócios, sendo posteriormente doado à Instituição. No próximo ano, em 1993, a ACEI comprou o Box 22, com 12 m².

“No início era muito dificultoso, para se chegar aos 60 associados foi um dilema. Eram feitas várias ações para arrecadar dinheiro para manter a instituição”, comentou Dirceu Vieira.

A nova sede, com 310 m², foi inaugurada em 27 de julho de 1995, quando Djalma Soares Morais estava à frente da presidência.

“Desde então a associação passou a oferecer xerox, fax, plastificação e comprou computadores para se informatizar, o que foi de grande utilidade pois, o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) passou de 300 para 6.000 nomes negativados e interrompeu a distribuição de listas mensais. As informações passam a ser dadas por telefone de forma rápida, pela implantação de um sistema informatizado que dava a resposta em “incríveis” dois minutos.  Hoje, via internet, a informação é dada em, no máximo cinco segundos, se a provedora de internet não estiver com problemas”, comentou Djalma.

Em 1997 foram adquiridos mais três telefones, com recursos próprios. Um grande feito para a época.

O maior número de sócios da ACEI foi registrado em 1996, 320 sócios. Atualmente a associação conta com 300 sócios.

“Hoje a Associação Comercial conta com sistema de consultas e registros SCPC on line, Cartão Convênio, revista informativa, locação de salas, campanhas promocionais, DVDteca, cursos e palestras, parceria com o SEBRAE, serviços de xerox, fax, plastificação, 2ª via boleto entre outros. Sendo que o mais importante é a representatividade dentro dos mais variados setores da comunidade itarareense”, finalizou o atual presidente, Reinaldo Santiago.

Veja mais


MST interdita a SP-258 no Km 315 entre Itararé e Itapeva.

Esta interdição da SP-258 faz parte do movimento nacional de paralização promovido pelo MST em vários estados do Brasil.

Ler notícia

Grave acidente na rodovia Aparício Biglia Filho.

Motorista de carreta e dois filhos sofreram apenas ferimentos leves.

Ler notícia

CCR SPVias traz espetáculo teatral sobre preservação ambiental.

Itararé também deverá receber este espetáculo ainda neste ano.

Ler notícia


Comentários