Política - 02/04/2014

Vereadores de Itararé discutem meio ambiente em Frente Parlamentar.

Por sua participação na bancada, Itararé recebeu voto de congratulação da Câmara de Sorocaba.



  • Vereadores de Itararé, o coordenador da Frente Parlamentar Ambiental, vereador de Sorocaba, Jessé Lures e Lúcia Ferreira de Melo, prefeita de Araçoiaba da Serra.

Na quarta-feira, 26, na Câmara de Sorocaba, foi realizada mais uma reunião da Frente Parlamentar Ambiental da Região de Sorocaba, que contou com a presença dos vereadores Zeca da Cofesa - presidente do Legislativo - e dos representantes de Itararé no grupo, Laércio Amado e Mara Galvão.

Por sua participação na bancada, Itararé recebeu voto de congratulação da Câmara de Sorocaba, simbolizado pela entrega de um certificado ao presidente.

A Frente foi formada com o objetivo discutir e ser um instrumento de diálogo com os governantes nos temas relativos à proteção ambiental e uma forma de fortalecer as reivindicações dos municípios na busca de um desenvolvimento sustentável.

Nesta reunião foram apresentadas as principais preocupações dos municípios, que se relacionam com aterro sanitário, coleta seletiva, reciclagem e gestão de resíduos sólidos, sistema de água e esgoto e limpeza de córregos urbanos.

Um dos pontos mais enfatizados pelos participantes foi da deficiência nos serviços prestados pela Sabesp, principalmente em relação ao tratamento de esgotos. Em razão das criticas, foi decidido que a Frente fará uma audiência pública com representantes da Sabesp para discutir a gestão da concessionária nos municípios onde atua.

Foi também destaque no encontro palestra ministrada por representante do Ministério Público, mostrando que a instituição pode ser parceira dos poderes Executivo e Legislativo nas causas ambientais. Com esta finalidade, já está em funcionamento no Estado de São Paulo - e implantado inclusive na região de Sorocaba - o Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente – GAEMA; formado por promotores voltados prioritariamente para a proteção do meio ambiente.

Veja mais


CEI da oficina aponta irregularidades e prejuízo à Prefeitura.

De acordo com o relatório, não havia respaldo legal para que fossem realizados serviços mecânicos nem compradas peças de reposição para as vans.

Ler notícia

CEI dos remédios aponta irregularidade administrativa.

Falha no controle de estoque ocasionou o descarte de 83 mil comprimidos.

Ler notícia

Legislativo julga prefeita em sessão extraordinária.

Hoje quinta-feira (8), às 17h, acontecerá a sessão extraordinária da Câmara Municipal de Itararé para julgamento da prefeita Cristina Ghizzi.

Ler notícia


Comentários