Notícias da Região - 13/08/2013

Corpo do Capitão Pivovar é sepultado em Jaguariaíva

O Capitão foi velado durante a madrugada no Ginásio de Esportes Tubunão.



O corpo do capitão aviador João Igor Silva Pivovar foi enterrado na manhã desta terça-feira (13) no Cemitério Municipal de Jaguariaíva.

O piloto morreu na manhã de segunda-feira (12) em um acidente com um avião da Esquadrilha da Fumaça, próximo a Pirassununga (SP).

Além dele, estava na aeronave o capitão aviador Fabrício Carvalho, de Minas Gerais, que também morreu.

O Capitão foi velado durante a madrugada no Ginásio de Esportes Tubunão. Pivovar, de 31 anos, era piloto da Força Aérea Brasileira (FAB) desde 1998. Ingressou na Esquadrilha da Fumaça em 2012 para ser um dos 13 pilotos da equipe. Nos últimos meses, ele viajou para se apresentar em vários estados do país. Inclusive, um dos shows foi na cidade natal do piloto, em setembro, em Jaguariaíva.

Em entrevista à RPC TV, na ocasião, ele comemorou o fato de se apresentar em Jaguariaíva. “É um momento que marca muito na vida da gente. Eu me lembro que, há 14 anos, quando eu deixei minha família e meus amigos, fui lá para o interior de Minas Gerais e comecei a estudar com aquele sonho de ser piloto”, disse Pivovar.

Em nota, o Comando da Aeronáutica lamentou o acidente e informou que as investigações para apurar o que aconteceu já começaram. A prefeitura de Jaguariaíva decretou luto oficial de três dias na cidade. A família preferiu não se pronunciar.

O acidente


O acidente aconteceu às 9h da manhã dentro da área da Academia da Força Aérea (AFA), durante um treinamento para pilotar um novo modelo de avião, o Super Tucano A-29, que é usado para patrulhamento de fronteiras e substituiu os antigos Tucanos T-27. Pivovar e o outro oficial conseguiram realizar a ejeção da aeronave, mas estavam muito próximos do chão e morreram com a queda.

Além da equipe de pilotos, mecânicos e demais membros do Esquadrão de Demonstração Aérea  (EDA) também estão em fase de preparação para a transição, que está prevista para terminar somente em 2014.

 

Outros acidentes

 

Em 61 anos de história da Esquadrilha da Fumaça foram 10 acidentes com 13 mortes. O último foi em abril de 2010 quando um avião caiu durante uma exibição em Lages (SC). Na ocasião, o piloto de 33 anos também morreu. Durante uma manobra, feita em comemoração aos 68 anos do Aeroclube de Lages, a aeronave T-27 bateu no solo.

Em 2004, dois aviões T-27 da Esquadrilha da Fumaça se chocaram no ar durante um treinamento e caíram na zona rural de Santa Rita do Passa Quatro (SP). Os quatro pilotos conseguiram se ejetar e sobreviveram, mas ficaram feridos.

Em abril de 2003, um tenente e um cadete morreram depois que um T-27 Tucano caiu em um canavial, em Ibaté (SP).

Em julho de 2001, durante voo de treinamento, um capitão da FAB morreu quando o avião caiu em um pomar de laranja, em Santa Cruz das Palmeiras (SP).

Veja mais


Aumento de IPTU em Itaporanga gerou protestos

Prefeito Zé do Nute enviou projeto para que a Câmara votasse em sessão extraordinária.

Ler notícia

Prefeitura entrega kits para bebês beneficiando 18 EMEIs de Itapeva

Prefeito Comeron entregou 164 cadeirões, 134 bebês conforto e 32 carrinhos a diretoras das escolas

Ler notícia

Itapeva celebra parceria com o Esporte Clube São Bento.

Cidade abrigará jogos da Federação Paulista de Futebol nas categorias Sub-15 e Sub-17.

Ler notícia

Grupo de Funcionários da Elektro realiza ações de Solidariedade em Itapeva.

Roupas,documentos e alimentos foram alguns dos benefícios à família.

Ler notícia


Comentários