Notícias da Região - 12/03/2016

‘Justiça no Bairro’ resgata a cidadania de centenas de pessoas em Sengés e Ouro Verde.

Casamentos coletivos foram o momento auge em Ouro Verde e Sengés com 96 casais.



Pela primeira vez o ‘Justiça no Bairro’, projeto que facilita e multiplica o acesso da população aos serviços do Poder Judiciário foi realizado em Ouro Verde e Sengés.

A Desembargadora do Estado, Joeci Machado Camargo idealizadora, coordenadora e motivadora deste Projeto, esteve presente nos dois locais e falou com nossa reportagem.

“É uma ideia que vem ao encontro do interesse de toda uma comunidade, ou seja, de possuir uma justiça mais próxima. O que fazemos é reunir todas as instituições pública e privada com um único propósito, ou seja, atender a população mais vulnerável economicamente e que está sem acesso a Justiça. Por isso escolhemos os finais de semana em uma escola, centro comunitário ou qualquer outro local público e de fácil acesso, para facilitar a vinda destas pessoas até nós e oferecermos todo o serviço social, via SESC, Prefeitura e Judiciário. É uma equipe muito grande de profissionais de todas as áreas para dar uma resposta efetiva, a fim de garantir a cidadania. Destaco ainda que as pessoas, principalmente na questão jurídica, saem daqui com tudo resolvido em questão de horas”, explicou e salientou a Desembargadora Joeci M. Camargo.

O projeto ‘Justiça no Bairro’ veio até Sengés com quarenta (40) profissionais e junto com os profissionais locais, aumentou o efetivo para atendimento em aproximadamente cem (100) pessoas, segundo informações da própria Desembargadora.

“O Projeto Justiça no Bairro já existe há mais de 14 anos no Paraná e sempre foi um desejo nosso de estar trazendo para Sengés e em especial para a comunidade de Ouro Verde, onde na sexta-feira conseguimos fazer mais de 100 identidades e toda a promoção social, bem como realizar 26 casamentos coletivos, o que nos deixou imensamente felizes pelo resultado e com certeza somando a este trabalho de sábado no centro de Sengés, resgatará principalmente a autoestima de cada pessoa e a cidadania, o direito deles de serem cidadãos por completo”, disse muito satisfeito o Juiz de Direito da Comarca de Sengés, Dr. Marcelo Quentin que pretende dar continuidade a este Projeto em outras oportunidades.

A Prefeita Elietti Jorge também falou com nossa reportagem e disse estar muito satisfeita com o evento de cidadania promovido pelo ‘Justiça no Bairro’. “Isto era algo que desde o início do nosso mandato batalhamos para conseguir, pois nós sabemos das dificuldades que nosso povo tem para conseguir seus direitos como cidadão, pois a maioria não possui condições financeiras para obter uma identidade, resolver questões litigiosas, exames de paternidade e outros benefícios que trouxemos. Num primeiro momento, a Justiça liberou para fazermos junto com Jaguariaíva, mas insistimos e protocolamos junto ao Tribunal de Justiça a necessidade em trazer para Sengés, pois iria beneficiar muito mais gente. Então, só podemos ficar extremamente agradecidos a todas as pessoas envolvidas, todos os profissionais e em especial a Desembargadora Joeci M. Camargo, o Juiz Dr. Marcelo Quentin e ao Promotor de Justiça, Dr. Antônio Murat Neto por este importante apoio”, concluiu a prefeita Elietti.

Em Sengés, entre os setenta (70) casais, o que mais emocionou a todos os presentes foi a senhora Rosilda de Melo e Darci Alves da Silva, que depois de trinta anos juntos puderam finalmente realizar o sonho de casarem no civil, mesmo tendo que entrar no Ginásio deitada em uma maca. Ela sofreu um acidente doméstico onde fraturou um fêmur e passou por uma cirurgia a cerca de sete dias, mas acabou casando mesmo assim, liberada pelo médico de Campo Largo onde estava internada. “Achei que não conseguiria, mas graças a Deus deu certo, e agora mesmo deitada nesta maca, vou realizar meu sonho”, disse emocionada e agradeceu muito a prefeita Elietti pelo casamento. “Só posso agradecer muito a Elietti, pois além do meu atendimento e cirurgia ela trouxe esta oportunidade da gente estar casando hoje. Sou muito grata a ela”, disse Rosilda de Melo.

O ‘Justiça no Bairro’ teve as parcerias da Agência do Trabalhador, Cartórios de Registro Civil, COPEL, DNALab, FAE, Hospital Erasto Gaertner, Instituto de Identificação do Paraná e Secretarias Municipais e foi uma realização do Fecomércio/PR (SESC/SENAC/IFPD), Tribunal de Justiça do Paraná, Ministério Público do Estado do Paraná, FAFIT , Exército Brasileiro e Prefeitura Municipal. 

Veja mais


Skatistas de Sengés reconhecem apoio da atual administração municipal.

Projeto de Sengés prevê 533,04 m² de Pista para a prática do esporte.

Ler notícia

Encontro Municipal dos Tropeiros de Itapeva

Encontro promove o resgate da história e importância do tropeirismo em muitas cidades da região

Ler notícia

Hospital Carolina Lupion passará por novas obras de melhoria.

Cerca de R$ 1 milhão serão investidos na reforma do novo telhado.

Ler notícia

Ex-prefeito de Jaguariaíva recebe 3 multas e terá de devolver recursos.

Ex-prefeito poderá recorrer da decisão do Tribunal.

Ler notícia


Comentários