Educação - 20/08/2015

Primeira reunião do grupo Cor&Ação acontece na FAFIT.

“Temos que aprender a nos humanizar. A sociedade precisa aprender a conviver com pessoas especiais. Essa é a função do nosso grupo”, concluiu a coordenadora do Colégio,Rachel Santos.



Preocupados com a questão da inclusão de pessoas com necessidades especiais, dentro e fora do ambiente escolar, o Colégio Fafit-Objetivo em parceria com o curso de Pedagogia e a comunidade em geral, promoveu na noite da última segunda-feira, dia 17, a primeira reunião do grupo Cor&Ação, formado por profissionais da educação, psicólogos e interessados no tema.

No encontro, os participantes puderam se apresentar e discutiram brevemente sobre a importância da formação deste grupo. “Ele nasceu para debatermos inicialmente o Autismo e a Síndrome de Down, de modo a angariar conhecimentos para o convívio de forma harmônica e humana”, conta a diretora do Colégio, professora Giovana Gusmão.

Durante a reunião os presentes falaram sobre a importância da sensibilidade da escola para atender ao aluno especial, entender suas realidades e necessidades, bem como ajuda-los na educação e no convívio com as demais crianças.

O próximo encontro acontecerá no dia 14 de setembro, às 19h30. O tema será: ‘Questão Sensorial’. Os interessados em acompanhar e debater o assunto podem aderir ao Cor&Ação no Facebook; basta digitar o nome do grupo e solicitar a participação.

“Temos que aprender a nos humanizar. A sociedade precisa aprender a conviver com pessoas especiais. Essa é a função do nosso grupo”, concluiu a coordenador do Colégio, professora Rachel Santos.

Veja mais


Professores do Colégio Objetivo participam de capacitação.

Capacitação reúne assuntos importantes visando qualidade de ensino.

Ler notícia

Educação Infantil é tema de orientação voltados à agentes auxiliares de creche.

A educação infantil é a formadora da identidade de toda criança.

Ler notícia

ETEC de Itararé inova mais uma vez..

Somente Itararé e Sorocaba possuem o Ensino à Distância na região.

Ler notícia

Liminar obriga Prefeitura de Itararé a oferecer vagas em creches.

Mais de 400 crianças de até 3 anos aguardam vagas em creches na cidade.

Ler notícia


Comentários