Política - 11/07/2015

Câmara aprova Plano Municipal de Educação, com emendas.

Tema mais polêmico, sobre 'Orientação Sexual' foi retirado.



Na segunda-feira (6), em sessão extraordinária, a Câmara votou e aprovou por unanimidade o Plano Municipal Decenal de Educação de Itararé (PME), que define diretrizes, metas e estratégias para o ensino nos próximos dez anos. O Legislativo, acolhendo sugestões e recomendações de segmentos da sociedade, excluiu ou alterou o texto original, por meio de emendas supressivas ou modificativas, todas relacionadas à temas transversais.

Emendas supressivas

- Excluído o tema transversal Orientação Sexual (páginas 181/182 do Anexo I do PME) e suprimida a estratégia 35.2 - "Favorecer a incorporação e reconhecimento, por parte das escolas, de que a educação sexual integra-se ao Projeto Político Pedagógico".

Emendas modificativas

1) Retirado "orientação sexual" da estratégia 32.1 cujo texto original diz "Buscar parcerias e envolvimento de vários setores da sociedade no manejo dos temas a serem trabalhados na escola, expandindo para além dos elencados pelo Ministério de Educação (ética, orientação sexual, meio ambiente, saúde e pluralidade cultural) para temas regionais e pertinentes à demanda do município".

2) Altera o texto da meta 35

Original: "Propor ações que visem reduzir a vulnerabilidade de crianças e jovens promovendo a saúde sexual e a convivência, com respeito à diversidade sexual, a partir do primeiro ano de vigência deste plano"

Modificado:"Propor ações que visem reduzir a vulnerabilidade de crianças e jovens , promovendo a superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da cidadania e na erradicação de todas as formas de discriminação".

3) Altera o texto da estratégia 35.1

Original: "Utilizar materiais coerentes com o nível intelectual e desenvolvimento do educando bem como a análise crítica constante desse material que articule a orientação sexual com esferas individuais, como auto-cuidado, direitos humanos, contrastes sociais, processos discriminatórios, violência, abuso e vulnerabilidade"

Modificado:Utilizar materiais coerentes com o nível intelectual e desenvolvimento do educando bem como análise crítica constante desse material que articule os direitos humanos, contrastes sociais, processos discriminatórios, violência, abuso e vulnerabilidade".

O projeto, com as modificações, segue agora para sanção da Prefeita.

O PME original, na íntegra, está disponível para consulta no site da Câmara http://camaramunicipalitarare.com.br/pme.php

Veja mais


Reforma da Escola do Mosteiro foi tema de reunião entre Legislativo e Executivo

Próximo passo será a formação de uma Comissão da Direção da Escola e dos Pais.

Ler notícia

CEI dos remédios aponta irregularidade administrativa.

Falha no controle de estoque ocasionou o descarte de 83 mil comprimidos.

Ler notícia

Vereador questiona prestação de contas que alega ser falsa

Vereador Dr. Junior alega irregularidades na prestação de contas apresentada para os vereadores

Ler notícia


Comentários