Saúde - 24/06/2015

Hospital Amaral Carvalho inaugurou Centro Cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva.

Novos setores irão ampliar a capacidade de realização de cirurgias e atendimentos internos de urgências e emergências oncológicas.



No início deste mês, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi a Jaú, interior paulista, especialmente para a inauguração de novos setores do Hospital Amaral Carvalho (HAC). Referência em tratamento oncológico, a instituição conta com novo Centro Cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva, que irão ampliar a capacidade de atendimentos.
A cerimônia teve início às 11h e reuniu aproximadamente mil pessoas. Participaram o prefeito de Jaú, Rafael Agostini, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores da região, além de deputados estaduais e federais, entre eles, Pedro Tobias e Lobbe Neto.
Também marcaram presença, voluntárias de 20 municípios, como Dracena, Itararé e Brasilândia (MS), representando as mais de 5 mil integrantes das ligas de combate ao câncer espalhadas por todo o País (a maioria do Estado de São Paulo), que oferecem apoio aos pacientes em tratamento de câncer no HAC.
O discurso de abertura foi feito pelo diretor Presidente do hospital, Alcindo Storti, seguido do pronunciamento do Superintendente, Antonio Luis Cesarino de Moraes Navarro, que agradeceu o comparecimento de todas as autoridades e da população. Na ocasião, a presidente do grupo de voluntárias de Garça, Julia Kawasaki Hori, entregou flores ao governador, em demonstração do carinho que as ligas de combate ao câncer têm por ele. 
Em seu discurso, Alckmin afirmou que o HAC é um dos serviços de saúde que têm melhor resultado no tratamento oncológico no Brasil. “Segue excelentes protocolos, recebendo casos de média e alta complexidade, quase 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É dever do Estado ser parceiro. Contem conosco, sempre”, enfatizou.
O governador também homenageou os voluntários do Hospital do Câncer de Jaú. “Quero deixar um abraço com muito carinho a vocês, que são exemplo de amor incondicional. Aquele amor que não busca nada em troca, para ajudar a quem mais precisa. Parabéns”, completou.
Durante a cerimônia, foram descerradas as placas das novas alas, que    levarão o nome de dois grandes profissionais que contribuíram com o sucesso do Hospital Amaral Carvalho, em uma homenagem da diretoria aos ex-membros, falecidos.
O Centro Cirúrgico Dr. Ricardo Cesarino Brandão, é um tributo ao ex-presidente da instituição, radiologista e especialista em medicina nuclear. 

A Unidade de Terapia Intensiva Dr. Antonio Carlos Ferreira Dias reverencia o ex-vice-presidente e membro do Conselho Curador do HAC, advogado e engenheiro civil.
Após as formalidades, o chefe de Estado visitou os setores: o novo Centro Cirúrgico, onde serão realizadas operações oncológicas, bariátricas e outras menos complexas, com 12 salas cirúrgicas e 20 leitos para recuperação, e a nova UTI, com 20 leitos que irão aumentar o número de atendimentos internos de urgência e emergência, hemodiálise e transplantes de medula óssea — modalidade na qual destaca-se o serviço do HAC, um dos que mais realizam o procedimento no País. A Central de Material e Esterilização (CME) também recebeu a visita de Alckmin, que avaliou a estrutura e interagiu com colaboradores.

Histórico
O projeto teve início em 2001, com verba federal. Em virtude de artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que impedia a utilização desses recursos na categoria ‘despesa/investimento’, para novas obras ou que tiveram início depois do ano 2000, a partir de 2004 o Hospital Amaral Carvalho não teve mais convênios firmados com o Ministério da Saúde para essa finalidade. “Por isso, o processo foi paralisado entre 2006 e 2012”, lembra o Superintendente.
Para concluir a construção, o governo estadual liberou R$ 11 milhões, nos últimos dois anos. “É uma grande satisfação receber esse apoio. O HAC tem volume cirúrgico muito grande e nosso centro tinha que funcionar cerca de 17 horas por dia, o que, obviamente, prejudicava a manutenção que ocorria de madrugada e gerava mais custos”, relatou Navarro.
De acordo com o Superintendente, a inauguração é um marco histórico para o hospital, especialmente por ser o ano em que a instituição comemora seu centenário.

Estrutura

O prédio de dois andares tem área construída de 6064 m²: no térreo fica a recepção geral; no 1º piso, a Central de Material e Esterilização e a UTI; e o Centro Cirúrgico no 2º piso.

Aproximadamente 1.200 procedimentos foram realizados por mês no antigo centro cirúrgico, entre cirurgias oncológicas de alta complexidade, cirurgias bariátricas e outras de menor complexidade. A capacidade será aumentada na nova unidade que conta com 12 salas cirúrgicas e 20 leitos de recuperação.

A média da antiga UTI é de 120 pacientes atendidos por mês, com 10 leitos.  A capacidade será duplicada, com 20 leitos para atendimentos internos de urgência e emergência, hemodiálise e realização de transplantes de medula óssea – procedimento no qual o HAC é referência nacional.

O espaço onde funcionavam o Centro Cirúrgico e a UTI deverá abrigar o Hospital da Mulher e a Unidade de Internação do setor Cuidados Paliativos.

Alta tecnologia

O anexo foi inaugurado com dispositivos de alta tecnologia. No Centro Cirúrgico, além de salas equipadas com novos focos cirúrgicos, mesas cirúrgicas e bisturis elétricos, será utilizado pela primeira vez o carrinho de anestesia mais moderno do mercado, o Zeus Infinity Empowered, da Drager Medical.

O diretor Clínico do HAC e anestesista, Fausto Chiachio Guimarães, explica que o diferencial do equipamento é a possibilidade de fazer o alvo controlado do agente anestésico inalatório. "É possível realizar anestesia inalatória, intravenosa ou ambas, simultaneamente, de acordo com a necessidade de cada paciente e de maneira mais eficiente".

Com estação de trabalho completa, a nova ferramenta proporciona maior segurança durante o procedimento. "Sem dúvida é um grande avanço para o Hospital Amaral Carvalho e um ganho aos usuários dos serviços de saúde da instituição", afirma Fausto.  

 

Veja mais


Consumo excessivo de açúcar na Páscoa pode afetar visão, alerta especialista.

Marcus Sáfady, explicou que as consequências do excesso de açúcar no organismo podem ser graves para a visão.

Ler notícia

Prédio da Previdência é entregue a representantes da regional

Agência do INSS é uma das maiores da região construído no padrão 3

Ler notícia

Prefeitura realizou o ‘3º Sengés Sorridente’

Foram mais de 2500 kits dentais distribuídos na rede de ensino municipal.

Ler notícia

Prefeitura promove campanha de prevenção em saúde bucal.

As equipes, compostas por um dentista e um auxiliar em saúde bucal, vão até as escolas da educação infantil e fazem exames clínicos individuais.

Ler notícia


Comentários