Educação - 18/05/2015

Alunos de Pedagogia realizam exposição de objetos antigos.

Disciplina de Metodologia de História prevê atividades extraclasse aos acadêmicos do 5º semestre.



  • Objetos antigos chamaram a atenção em exposição.

  • Alunos de Pedagogia em aldeia indígena.

  • Exposição de objetos antigos.

  • Exposição de objetos antigos.

  • Exposição de objetos antigos.

Acadêmicos do 5º semestre do curso de Pedagogia realizaram na última terça-feira, dia 12 de maio, nas dependências das Faculdades Integradas de Itararé – Fafit, uma exposição de objetos antigos a fim de valorizar aspectos da cultura e da tradição local, bem como resgatar memórias e vivências de algumas famílias e sobretudo trabalhar a importância desses materiais para a construção, preservação e divulgação das histórias das gerações passadas.

De acordo com Jeane Galhoti, professora da disciplina de Metodologia de História (para o 5º semestre), o processo de pesquisa e montagem da exposição durou aproximadamente quatro semanas. “As peças expostas, na sua maioria, são de familiares e conhecidos dos acadêmicos, que realizaram uma investigação sobre os materiais expostos, como: a quem pertenceu, sua funcionalidade, data da fabricação, local onde foi adquirida. Em algumas das peças foi possível notar a evolução com o passar dos anos, como por exemplo, o ferro de passar. Antes disso, os alunos trabalharam com fotos antigas, de forma a identificar os costumes da época e características como vestimentas, cenários, entre outros elementos presentes nas imagens”, explicou.

Disciplina de Metodologia de História

Jeane, nesta disciplina, trabalha vários temas e abordagens com os acadêmicos. No início de maio, a docente e os alunos estiveram na aldeia Karuguá, em Barão de Antonina – Paraná, para uma atividade extraclasse. Lá os acadêmicos tiveram contato com índios da etnia tupi-guarani e praticaram atividades voltadas para a educação socioambiental, através de uma caminhada ecológica pela trilha que contorna a aldeia. Em seguida conheceram a estrutura escolar do local e assistiram a apresentações culturais.

‘Esses acadêmicos puderam observar aspectos da vida social e da cultura tradicional da comunidades indígena, sua língua, costumes e artesanato; bem como coletar dados para discussões e atividades sobre a cultura indígena na disciplina em questão, observando a lei 11.645/08 que inclui a cultura indígena no currículo escolar brasileiro”, finalizou a professora Jeane. 

Veja mais


Fafit tem 11 acadêmicos aprovados em fase decisiva da OAB-SP.

Todos eles foram aprovados já no primeiro exame.

Ler notícia

ETEC de Itararé inova mais uma vez..

Somente Itararé e Sorocaba possuem o Ensino à Distância na região.

Ler notícia

Professores do Colégio Objetivo participam de capacitação.

Capacitação reúne assuntos importantes visando qualidade de ensino.

Ler notícia


Comentários