Cultura - 27/04/2015

Praça Vincenzo de Donno recebe espetáculo do Circuito Cultural Paulista.

Evento acontece às 16h do dia 9 de maio. Salamaleque, da Cia Teatral Damasco, é fruto de cinco anos de pesquisa sobre a cultura árabe.



Entre pastas de grão de bico, água aromatizada e pão com zátar, Elizete recebe o público na cozinha da sua infância, no dia da sua celebração. Os espectadores são conduzidos através da memória da personagem, convidados a sentar-se à mesa e compartilhar as histórias de vida, trazidas junto de aromas, cores e melodias.

Projeto contemplado na primeira edição do Prêmio Zé Renato de Teatro, a peça foi apresentada no Festival Internacional de Tanger, no Marrocos, em outubro de 2014. Em 2012, foi contemplada em primeiro lugar pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz, na categoria montagem.

A diretora Denise Weinberg ressalta que o espetáculo revela histórias do Oriente a partir da memória da família Arbex. “O resultado da encenação é singular e sensorial: a plateia rodeia a mesa onde se passa a ação, que é conduzida pela trilha original; assiste a tudo enquanto sente aromas e sabores da culinária síria”.

A ambientação da peça é uma cozinha de um galpão abandonado na Rua Florêncio de Abreu, na região da Rua 25 de Março, em São Paulo. O diretor e autor Kiko Marques conta que Valéria pretendia tornar o palco um lugar de comunhão e oferenda. Ficou decidido, então, que a peça seria um encontro. “Encontro com os fantasmas do passado dessa descendente de imigrantes sírios. Meu com Denise na direção e com Alejandra Sampaio na criação do texto. Um encontro (de cheiros e gostos) com o público nessa noite de celebração”, fala Kiko, que amarrou a dramaturgia baseada em histórias reais com ficção. O texto parte da memória da atriz, que ganhou de presente de sua mãe as cartas trocadas por seus avós. O casamento entre eles, que não se conheciam pessoalmente, foi arranjado pelas famílias - o chamado “acordo de bigodes”.

A atriz não queria que as 68 cartas de amor trocadas entre seus avós Nadine e Nicolau amarelassem na gaveta. Assim, depois da morte da avó, ela começou a pesquisa que a levaria a conhecer, ainda, imigrantes sírios, libaneses e palestinos.

“Salamaleque é uma colcha de retalhos de histórias que ouvi, da memória de minha família, da pesquisa gastronômica e histórica que fiz”, conta. “É uma reverência aos imigrantes, é um caminho de volta à minha origem, um reencontro.”

Ao colocar uma lente de aumento na imigração no Brasil, o solo revela a memória de uma época pelo prisma árabe. De forma ritualística e poética, ilumina aspectos relevantes desta cultura e procura desmistificar a imagem ocidental criada sobre ela. “A encenação passa ao público uma experiência de acolhimento e tolerância ”, diz a dramaturga Alejandra Sampaio.

Valéria Arbex levou os prêmios APCA e Shell de melhor atriz. Do Fundo do Lago Escuro, sob a direção de Tolentino (1997), lhe rendeu o Mambembe de melhor atriz e indicação ao Shell. Mais recentemente atuou em Dançando em Lúnassa, direção de Domingos Nunes (2013). Dirigiu a peça O Pelicano, de Strindberg (2009/10); Paulo Francis Está Morto, de Paulo Coronato (2008); A Refeição, de Newton Moreno (2007); Silêncio e Paisagem, de Harold Pinter (2005); O Nome, de Jon Fosse (2004); Malkhut (2003); e A Festa, de Harold Pinter (2002). No cinema, atuou em mais de uma dezena de filmes. Com Salve Geral, de Sergio Rezende, conquistou os prêmios de melhor atriz coadjuvante no Grande Prêmio de Cinema Brasileiro 2010 e no Festival de Cinema Brasileiro de Los Angeles 2010.

Ficha Técnica

Idealização do projeto: Valéria Arbex

Realização e Coordenação Artística: Cia.Teatral Damasco

Direção: Denise Weinberg e Kiko Marques

Dramaturgia: Alejandra Sampaio e Kiko Marques

Atriz: Valéria Arbex

Cenografia e figurinos: Chris Aizner

Trilha sonora original: SamiBordokan Iluminação: Guilherme Bonfanti

Fotos: Lenise Pinheiro

Consultoria gastronômica: Graziela Scorvo Tavares

Cenotécnico: Mateus Fiorentino

Produção: Carol Vidotti, Melissa Rudalov e Patricia Gordo

Projeto gráfico e ilustrações: Aida Cassiano

Técnica de som/luz: Fernanda Guedella

Serviço

Circuito Cultural Paulista

Espetáculo: Salamaleque

Grupo: Cia Teatral Damasco

Data: 9 de maio (sábado)

Horário: 16h

Local: Praça Vincenzo de Donno

Veja mais


CRAS Novo Horizonte realizou a segunda Noite de Talentos

Vários jovens do CRAS Novo Horizonte mostraram seu talento artístico

Ler notícia

Fase municipal do Mapa Cultural Paulista acontece na próxima quinta

Dia 13 de junho o Sylvio Machado apresenta os competidores locais

Ler notícia

Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo pela primeira vez em Itararé!

Apresentação gratuita acontece dia 15/12 no Teatro Municipal

Ler notícia

Sexta-feira tem cinema no Sylvio Machado

Oficina e dois filmes compõem a programação

Ler notícia


Comentários