Educação - 25/03/2015

Acadêmicos de Direito são aprovados na 1ª fase da OAB.

Esta prova foi considerada por alguns especialistas, como uma das mais difíceis dos últimos anos.



Mais um concorrido Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ocorreu no dia 15 de março e 15 acadêmicos do curso de bacharelado em Direito das Faculdades Integradas de Itararé – FAFIT, participaram da prova.
Deste total de alunos, 12 foram aprovados nesta 1ª fase, considerada por alguns especialistas, como uma das mais difíceis dos últimos anos.

"Enfrentaram uma prova feita para reprovar o examinado, muito difícil, desproporcional [...] Ontem, talvez, tenha sido aplicada a prova mais difícil na história do exame de ordem", disse Renato Saraiva, professor do CERS, maior curso preparatório online para o Exame de Ordem.

“Foi uma prova difícil, suigeneris, talvez uma das mais difíceis da FGV. Questões fora do padrão, não comuns, questões estranhas, coisas muito localizadas. Havia muitas armadilhas. Há questões, inclusive, que são passíveis de anulação ou recurso, completou Marco Antônio Araújo, diretor-geral pedagógico do Damásio Educacional.

A próxima fase acontecerá no próximo dia 17 de Maio. O coordenador do curso de Direito da FAFIT, Cleverson Paulo Sant’Ana Costa parabeniza os alunos e o corpo docente e deseja foco e boa sorte para a realização da 2ª fase.

 

Nome dos alunos aprovados na 1ª fase:

Ana Cláudia Ribeiro

Anderson Moreira

Carlos Eduardo Soares

Daniele Proença

Jaqueline Fernandes

Marcela Rezende

Netto Rodrigues

Rafael Domingues

Roberta Barboza

Tatiane Antunes

Thaís Cerdeira

Vitor Hugo Lima

Veja mais


Transporte Escolar tem novo Supervisor

Entre os planos do novo supervisor estão a criação de um serviço de atendimento ao usuário através de tele-atendimento

Ler notícia

Stand com feira de livros será ofertado aos acadêmicos da Fafit.

Serão mais de 5000 títulos para todos os gostos.

Ler notícia

Aluna de Itararé obtém o primeiro lugar em nível nacional.

Na categoria música,Maria Paula foi a primeira entre todas as escolas 'Prepara' no Brasil.

Ler notícia


Comentários